Conheça o Max EPR: o economizador de combustível

Equipamento desenvolvido em Uberlândia garante até 20% de economia e ainda aumenta a potência do carro

Audi A3 Sedan: a Garagem do Calfat testou!

Modelo alemão traz luxo, conforto e estabilidade

Roubaram seu carro? Peça o IPVA de volta

Restituição está disponível em praticamente todos os estados brasileiros

Meu pneu furou! E agora?

Aprenda como trocá-lo de forma rápida e prática

Conheça os 10 carros que mais gastam combustível

Garagem do Calfat listou os veículos mais beberrões à venda no Brasil

17 de out de 2014

Max EPR: o economizador de combustível que funciona!

Equipamento desenvolvido por empresa uberlandense garante até 20% a menos de consumo e foi testado pela Garagem do Calfat
Fotos: Marcelo Calfat

Já imaginou ganhar 0.3 de potência no veículo e ainda economizar até 20% de combustível? Além de contribuir com o meio-ambiente, reduzindo a emissão de gases poluentes? Isso pode até parecer fora da realidade, mas é algo testado e comprovado com o uso de um equipamento chamado Max EPR, instalado sob o capô do carro. 

A ferramenta, desenvolvida há três anos pela empresa uberlandense Timol Produtos Magnéticos, é um sistema que melhora a qualidade do combustível usado no veículo – tanto gasolina, quanto etanol. Ele funciona da seguinte forma: por meio de magnetismo, o aparelho controla a pressão do combustível para que ele seja queimado 100% na câmara de detonação (normalmente o combustível não é totalmente queimado no motor, gerando uma borra que suja os bicos injetores, podendo causar problemas como perda de potência, por exemplo). 

A gasolina ou o etanol passam pela mangueira de combustível e, “no meio do caminho”, encontram o Max EPR, que por meio de imãs orientados amplia o poder de combustão, aumentando a potência, reduzindo o consumo e permitindo a liberação de menos poluentes.


O Max EPR pode ser instalado em um vasto leque de veículos com injeção eletrônica com sistema multi-point, com motores 1.0 a 2.0 16 válvulas – salvo algumas exceções. Estou falando grego? Bom, essa linguagem é um pouco técnica mesmo e precisa ser detalhada para entendermos o funcionamento do aparelho. A seguir irei explicar de forma simples o teste que fizemos.


Testamos: economia de 17% no Gol 1.0 ano 2014


A convite da desenvolvedora do Max EPR, tive a oportunidade de testar o equipamento junto de Gilvan de Araújo Júnior, técnico em mecânica da Timol, que é um dos desenvolvedores e uma das pessoas que mais entendem do equipamento no Brasil. Para comprovar que não haveria qualquer tipo de vício no veículo, foi alugado um Gol 1.0 ano 2014 exclusivo para o teste. Nele foi instalado um tanque de acrílico transparente no porta-malas, para que pudéssemos visualizar o consumo de combustível no início e no final do percurso.


O teste foi feito na BR-050, na saída de Uberlândia para Uberaba, a partir de um posto de combustíveis, em um trajeto com 30 quilômetros de extensão. A primeira volta foi feita de forma “original”, sem o Max EPR instalado. O tanque de acrílico foi abastecido com uma quantidade aleatória de gasolina (o que importava no teste era quanto o veículo consumiria deste combustível ao final da volta).

Seguimos pela rodovia a uma velocidade média de 100 quilômetros por hora. Em dois trechos de subida um pouco mais inclinada, o pé no acelerador foi mantido pisando fundo, em quinta marcha, e o velocímetro claramente baixou para 80 quilômetros por hora. Ao final da volta, iniciada e finalizada no posto, reabastecemos o tanque de acrílico e a bomba marcou 2,073 litros até uma marca previamente estabelecida.


A segunda volta foi feita com o Max EPR instalado. Logo na saída foi possível perceber um leve ganho de potência no carro, que passou a responder mais prontamente à aceleração. A velocidade média novamente foi de 100 quilômetros por hora, mas nas mesmas subidas o velocímetro caiu para 90 quilômetros por hora (10 quilômetros a mais do que na volta anterior). 

Fizemos exatamente o mesmo trajeto e voltamos para o posto. O tanque de acrílico foi reabastecido e a bomba, desta vez, marcou 1,769, uma economia comprovada de 17,1%.


Segundo o técnico em mecânica Gilvan Júnior, essa economia vai sendo ampliada gradativamente conforme o trajeto e em alguns casos a redução no consumo chegou aos 30%. Isso significa que: se você roda 300 quilômetros com um tanque de gasolina, passará a rodar 390 quilômetros com o mesmo tanque.


Como comprar?

O Max EPR é vendido em sistema de marketing multinível e custa cerca de R$ 800. Para comprá-lo é preciso procurar um distribuidor do equipamento ou então se tornar um revendedor. No site da empresa www.timol.com.br há mais informações. 

Vale ressaltar que este teste foi feito por minha livre e espontânea vontade e não houve qualquer tipo de incentivo financeiro à coluna Garagem do Calfat. É um aparelho criado em Uberlândia, vendido no país inteiro (hoje existem pelo menos 2 mil usuários, sendo inúmeros veículos de frota empresarial) e que realmente funciona.

Abaixo, confira uma galeria de fotos sobre o teste do equipamento.












Um abraço!
Marcelo Calfat

17 de jun de 2014

Garagem do Calfat na Gazeta de Uberlândia!



Você sabe o que são os "famosos" 70% que as pessoas tanto falam quando relacionam gasolina e etanol? Quer saber exatamente como calcular o combustível mais vantajoso na hora de encher o tanque?

Leia a coluna Garagem do Calfat desta semana no jornal Gazeta de Uberlândia. Nela abordei todos os detalhes para você ficar por dentro quando o assunto é economizar na hora de abastecer o carro.


Um abraço e até o próximo post!

2 de jun de 2014

Confira os 10 carros que mais gastam combustível



A paixão por carros pode até não acabar quando você olha o medidor do tanque de combustível no painel do carro, mas certamente esse "sentimento" pelo veículo fica abalado quando, pouco depois de sair do posto, o ponteiro (ou mostrador digital) começa a cair mostrando o consumo. E é comum pensarmos "Minha nossa, como esse carro bebe!".

Com base em índices do Inmetro, a Garagem do Calfat traz a lista dos 10 carros à venda no Brasil que mais gastam combustível. É bom preparar o bolso (ou então ser sócio da Petrobrás!) se você planeja investir em um desses! 

O mais beberrão de todos os carros vendidos no Brasil tinha que ser uma super máquina! É a Lamborghini Aventador, que de acordo com dados do Inmetro faz média de 4,1 km/L na cidade e 5,9 km/L na rodovia. 

O último colocado no ranking e mais "econômico" é a Ferrari Califórnia, com médias de 5,3 km/L na cidade e 7,1 km/L na estrada.

Vamos à lista!

1. Lamborghini Aventador

Média: Cidade - 4,1 km/L | Rodovia - 5,9 km/L







2. Bentley Continental

Média: Cidade - 4,5 km/L | Rodovia - 6,4 km/L






3. Ferrari F12 Berlinetta

Média: Cidade - 4,7 km/L | Rodovia - 6,5 km/L





4. Rolls-Royce Ghost

Média: Cidade - 4,9 km/L | Rodovia - 7,0 km/L



5. Range Rover Sport

Média: Cidade - 4,9 km/L | Rodovia - 7,3 km/L




6. Maserati Quattroporte

Média: Cidade - 5,0 km/L | Rodovia - 6,9 km/L



7. Range Rover Vogue

Média: Cidade - 5,5 km/L | Rodovia - 7,7 km/L



8. Maserati Gran Turismo

Média: Cidade - 5,2 km/L | Rodovia - 7,1 km/L



9. Mitsubishi Pajero Full 4x4

Média: Cidade - 5,3 km/L | Rodovia - 6,7 km/L



10. Ferrari Califórnia

Média: Cidade - 5,3 km/L | Rodovia - 7,1 km/L


É lógico que quem decide investir em um desses modelos dificilmente estará preocupado em quanto vai gastar com combustível. É o "custo-benefício" do luxo. 

Mas e você, o que acha?

Esse assunto foi sugerido pelo professor e amigo Eduardo Macedo. Sugira uma postagem você também! Me escreva no editor@garagemdocalfat.com.br

Um abraço e até o próximo post!

25 de mar de 2014

Test-drive: Volkswagen Up!

Fotos: Divulgação



Fala galera!

O “pequenininho” da Volkswagen já está dando o que falar. O Up! é a grande aposta da montadora para o mercado brasileiro em 2014. Ele é super compacto, mas nem por isso deixa de lado itens como conforto e, principalmente, segurança. “Principalmente” porque o modelo recebeu cinco estrelas em uma pesquisa feita pela Latin NCAP, uma organização que testa a segurança de carros ao redor do mundo. Conseguir isso é muito difícil!

O Up! ainda foi considerado o carro mais econômico do mercado, segundo o Inmetro. Até aqui os títulos dados ao novo modelo impressionam. Mas e na prática, como é realmente o veículo? E como ele se comporta? Vale a pena comprá-lo?

Bom, vamos ao que interessa. O Up! tem motor flex 1.0 de 82 cavalos de potência com etanol e 75 cavalos com gasolina. 



A transmissão é manual, de cinco velocidades. Entre os itens de série, estão: airbags frontais, freios ABS, rodas de 13” para o modelo de entrada (para outras versões as rodas são de 14” ou até 15”), porta-malas de 285 litros bipartido (permite dividir o compartimento em dois espaços independentes), limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro e banco do motorista com ajuste de altura. Itens como ar-condicionado, direção elétrica, CD player com Bluetooth, travas e vidros elétricos são opcionais na versão de entrada.

Por foto o carro parece pequeno. Pessoalmente é possível confirmar, sem dúvidas, que ele é pequeno. Com 3,60m de comprimento e entre-eixos de 2,42m, ele tem espaço interno razoável. O padrão estético tem linhas simples e retas, com destaque para a frente “alegre” e a traseira mais conservadora, com lanternas verticais.

Por dentro, os materiais e o acabamento são de boa qualidade. Gostei muito dos bancos dianteiros com encosto de cabeça integrado, o que remete a bancos de carros de corrida. Eles acomodam muito bem o corpo. Inicialmente o carro pode até parecer simples, mas basta conhecer um pouco mais o modelo para notar que tudo é muito bem feito.

Test-drive

A convite da concessionária Saga Autominas, a Garagem do Calfat testou a versão Red Up!, com a lista completa de equipamentos. Para começar, destaco a tela de GPS bem no centro do painel, que traz informações sobre localização e comportamento do veículo. Com 1,80m de altura, não tive dificuldade em me adaptar aos bancos e ao espaço interno. A dirigibilidade é boa, com sensação de estar “acima” dos outros veículos. 



Apesar de 1.0, o motor é mais potente que alguns 1.4 do mercado, o que dá força nas saídas e segurança nas retomadas. A direção elétrica facilita muito as manobras e como o carro é pequeno, fica fácil estacioná-lo em qualquer vaga. 

O Up! é bem interessante e certamente vale a pena conhecê-lo. As versões começam em R$ 26,9 mil e vão até R$ 39,3 mil, no modelo mais completo.




E aí, gostou? Me escreva: editor@garagemdocalfat.com.br e mande seu comentário!

Um abraço e até o próximo post!

13 de mar de 2014

Nova Range Rover Evoque tem câmbio de 9 marchas

Nova versão tem motor turbo de 240 cavalos e parte de R$ 192 mil

Fotos: Divulgação

Fala galera!

Imagine um veículo que tem motor 2.0 turbo de 240 cavalos e ainda uma transmissão automática de 9 velocidades. Parece muito? Pois estas são as características da nova Range Rover Evoque, da montadora Land Rover. O lançamento foi anunciado pelos ingleses nesta quinta-feira (13) e deve chegar ao Brasil em sete opções a partir de segunda-feira (17).

Os preços partem de R$ 192 mil para o modelo mais "simples" e vai até R$ 281,7 mil para o mais "completo". Simples e completo aparecem entre aspas porque um veículo como este já é extremamente completo, com sistema Start-Stop (que desliga o carro automaticamente quando o motorista para em um semáforo, por exemplo), rodas esportivas, ar-condicionado automático com sensor de qualidade, paddle shift e 17 botões de comando no volante, espelhos retrovisores elétricos, aquecidos, escamoteáveis e com memória, sensor de chuva, retrovisor interno eletrocrômico, bancos em couro com ajustes elétricos e memória e tela touchscreen de 8 polegadas. 


A nova tecnologia de troca de marchas foi desenvolvida na Alemanha pela empresa ZF. O sistema permite uma economia de combustível de 4% sem usar o sistema Start-Stop e até 11% com ele. Os desenvolvedores também garantem trocas ainda mais precisas, redução de ruídos e melhor resposta nas acelerações.

Outras novidades
A Land Rover traz, também, no novo modelo Evoque uma tecnologia chamada "Controle de Cruzeiro Adaptativo", ou  ACC, com o chamado Queue Assist, que é um sistema  que reduz a velocidade do carro de forma automática quando existe um outro veículo mais lento na frente. E acelera novamente quando a pista está livre, mantendo a velocidade previamente programada pelo condutor.

Park Assist: estacione sem esforços
O sistema Park Assist não é novidade, e já está presente em vários modelos vendidos no mercado brasileiro. Na nova Range Rover a tecnologia foi aprimorada pela montadora e agora permite estacionamento, também, em vagas a 90º. Basta alinhar o veículo, acionar o sistema, que faz a leitura da vaga, e pronto! É só o condutor controlar a velocidade do carro com o freio (para não ir muito rápido!) e tirar as mãos do volante, que a baliza é feita "sozinha". Simples, não?


Confira os preços da nova Range Rover:


Pure Tech Pack (5 Portas) - R$ 192 mil
Dynamic (5 Portas) - R$ 227,2 mil
Prestige (5 Portas) - R$ 219,1 mil
Prestige Tech Pack (5 Portas) - R$ 271,9 mil
Dynamic Tech Pack (5 Portas) - R$ 277,9 mil
Pure Tech Pack (Coupé) - R$ 195,8 mil
Dynamic Tech Pack (Coupé) - R$ 281,7 mil

E aí, o que acharam?

Um abraço e até o próximo post!

5 de mar de 2014

Novo Fiat Linea chega em abril

Versão 2015 traz mudanças no interior, nova grade dianteira e frisos cromados

Fotos: Divulgação 


Fala galera!

A nova versão do Fiat Linea chega às concessionárias em abril deste ano e traz motor 1.8 16V de 132 cavalos com etanol e 18,4/18,9 kgfm de torque, acoplado a um câmbio manual ou automatizado, ambos de cinco velocidades.

Os preços ainda não foram divulgados pela montadora, mas já dá para ter uma ideia fazendo um comparativo do modelo atual do carro, que tem versões a partir de R$ 54,7 mil. O modelo mais completo começa em R$ 65,3 mil. 



Na lista de equipamentos, estão ar-condicionado digital, piloto automático e comandos do rádio no volante. Como opcionais, estão airbags laterais dianteiros, Blue & Me - navegador no painel de instrumentos e volante em couro com comandos do rádio e do telefone - sistema de som com subwoofer e kit com retrovisor interno eletrocrômico, sensor crepuscular e sensor de chuva.

E aí, o que acharam?

Um abraço e até o próximo post!

3 de mar de 2014

Garagem do Calfat na Revista Cult 103!

Fala galera!

A edição 103 da Revista Cult, publicada na quinta-feira (27) trouxe páginas dedicadas às mulheres, já que no dia 8 deste mês comemora-se o Dia Internacional da Mulher. 
Fotos: Revista Cult

E para agradar o universo feminino (além do masculino, é claro!) a Garagem do Calfat traz aos leitores da revista - nas páginas 04 e 06 - um carro de encher os olhos. É o Audi A3 Sedan, a grande novidade da montadora alemã.

Além de todos os detalhes e informações da nova versão, a matéria traz o test-drive completo do veículo, a convite da concessionária Audi Center, de Uberlândia. Fomos muito bem atendidos pela consShow!

Mas, como a coluna tem um limite de linhas para ser publicada, algumas informações não couberam nas duas páginas. Apesar disso, não se preocupe! Você pode ler a reportagem completíssima aqui mesmo no blog!


Aproveitamos e falamos também, na Cult, sobre a BMW 435i, recém lançada pela concessionária Euroville, em Uberlândia. 

Bom, é isso. Espero que tenham gostado!

Quer ver uma sugestão sua publicada na próxima edição da Revista Cult? Me escreva editor@garagemdocalfat.com.br e mande sua dica!

Um abraço e até o próximo post!